02/03/2017

Glossário Otaku/Fujoshi/Fudashi!!

Oi gente!!!
Hoje o post é um pouco diferente do habitual, não é de recomendação, e estará entrando na categoria "matérias", é uma adaptação de um post de meu blog pessoal (www.daraiaaraiz.wordpress.com), para o nosso universo Fujoshi, coloquei em vermelho os mais específicos. Como falei outro dia reparei que tem muitos novatos pelo blog, então provavelmente eles devem estar passando pela mesma confusão que passei quando descobri o yaoi, e conforme for descobrindo/lembrando mais coisas, vou estar atualizando aqui. (Podem fazer sugestões nos comentários também).




Já faz quase um ano que me envolve com o universo Otaku, li vários mangás e assisti um monte de animes, dessa forma acabei me deparando com vários termos que nunca tinha ouvido antes, a maioria muito específicos da cultura japonesa. Os fãs JPOP (cultura pop japonesa) estão meio que "divididos em tribos", cada particularidade seja música, anime, mangá, jogos, cada área tem sua própria nomenclatura e termos próprios como vocês podem ver: 

Otaku: É uma expressão unissex e possui um sentido bastante amplo, usado para designar pessoas que são consideradas fãs extremistas de determinado assunto, objeto ou atividade.  No ocidente, a palavra é utilizada como uma gíria para rotular fãs de animes e mangás em geral. 
Otome: É uma expressão de origem japonesa que significa literalmente "donzela" ou "moça virgem", "delicada", "senhorita" (menina educada e comportada)No entanto, em muitos países do ocidente - incluindo o Brasil - a palavra otome ganhou um significado bastante diferente do original. A expressão é tomada como o feminino de otaku, ou seja, meninas que são fãs de animês e mangás (desenhos animados e revistas em quadrinho japoneses) ou da cultura pop japonesa em geral. Mas, a relação entre a palavra otome e os otakus no Ocidente possui uma justificativa lógica. Em Tóquio, no Japão, existe uma rua chamada "Otome Road", com várias lojas e produtos destinados aos otakus de animês e mangás, sendo frequentada predominantemente por meninas. As jovens otakus vão à Otome Road em busca de Yaoi's, por causa do grande número de meninas otakus que frequentam a Otome Road, o termo começou a ser associado para diferenciar os fãs de animês e mangás do sexo masculino e do feminino. No entanto, esta diferenciação só é utilizada, erroneamente, no Ocidente. (Pesquisa refeita, após o comentário da Franciele)
Fujoshi: É o nome designado para as fãs de Yaoi ou Lemmon. A palavra literalmente significa Moça Estragada. 
Fudanshi: É o nome designado para os fãs (homens) de Yaoi ou Lemmon. 


(Rina já fez alguns post com algumas nomenclaturas então vou colocar link  nos nomes que tiverem postagens dela, aqui está bem mais resumido)

Cosplay: Representação de personagem a caráter. É quando um otaku se veste com roupas iguais as dos personagens, é muito comum nos eventos Otakus e existem competições gigantes pelo mundo, alguns com prêmios realmente altos. 
Mangá: é a palavra usada para designar as histórias em quadrinhos feitas no estilo japonês. No Japão, o termo designa quaisquer histórias em quadrinhos.

Já fiz um post aqui falando mais sobre os mangás, e muitos dos termos que estão nesse post, já foram falados por lá. 

Anime: é qualquer animação produzida no Japão. No Japão essa palavra se refere a qualquer tipo de animação. 
Light Novel: São livros de romance com algumas ilustrações no estilo anime/manga, normalmente tendo como público alvo adolescentes e jovens adultos. Também são chamadas de ranobe ou rainobe. 
Visual Novel: Visual Novel é um gênero de jogo japonês. Ele é parado, com pouca ação e a jogabilidade é quase sempre limitada com muitos diálogos. Dentre esses diálogos, há perguntas com múltipla escolha, em que o rumo do jogo muda de acordo com a resposta do jogador. Grande parte dos jogos desse gênero possuem conteúdo hentai, e muitos animes são baseados em jogos de Visual Novel, por isso nesses animes aparece como gênero "Visual Novel".
Dōjinshi: é um termo japonês para publicações independentes, geralmente revistas, mangás ou romances. 
Mangaká: É a palavra japonesa para um artista de quadrinhos.  Fora do Japão, os mangakás refere-se ao autor do mangá, que normalmente é japonês. 
Tankohon:  Tankohon ou tankobon é um termo da língua japonesa que a indústria de mangá para identificar brochuras de capítulos que possam fazer parte de uma série. Digamos que todo mês lança um capítulo, e quando é completado um tanto de capítulos eles juntam esses capítulos transformando em um mangá completo, o chamado tankohon. 
Meio-tanko: É a metade de um tankohon. Digamos que um tankohon tem 10 capítulos, um meio-tanko são 5 capítulos. 
Oneshot:  É um termo utilizado para mangás que contenham somente um capítulo não fazendo parte de uma série, seja ele curto e postado de uma só vez ou longo e postado em partes. 
Chibi: É um termo japonês utilizado no contexto de anime ou mangá para descrever um traço de desenho de personagem bastante estilizado, com cabeças no mesmo tamanho dos corpos, geralmente para obter um efeito cômico ou mais sentimental. Um traço marcante dos chibi é que quase sempre não é desenhado o nariz, o traço da boca nem sempre é finalizado e os traços em geral são bem simplificados. 
Arco: É uma saga de anime. 
Filler, Filler-Canon e Semi-filler: Já falei sobre isso aqui. 
OVA: é um formato de animação que consiste de um ou mais episódios de anime lançados diretamente ao mercado de vídeo (DVD e Blu-ray), sem prévia exibição na televisão ou nos cinemas do Japão. OVAs servem como complementos ou paralelos na história original, normalmente tem duração igual ou um pouco maior que a duração padrão de um episódio de anime (25 minutos), mas nunca alcança a duração de um longa-metragem. 
OAD: É um episódio extra assim como OVA. porém costuma vir juntamente com uma edição especial do manga. 
Omake: É um termo para os capítulos extras ou tirinhas nos mangás, e são os extras dos DVDs e nos jogos incluídos na compra de algum produto. No Ocidente, refere-se apenas aos extras que vêm incluídos na compra de anime ou mangá. As vezes é um capítulo a mais em um anime. 
Seiyuu: São os dubladores originais de um anime. 
Live Action: São os filmes, geralmente americanos ou japoneses, feito por atores reais, de carne e osso e muitas vezes baseado em animes.

No ocidente, a maioria das pessoas, tem a ideia que desenhos e revistas em quadrinhos são coisa para criança, mas no Japão a material é voltado para todas as idades, de crianças a idosos, por isso é importante olhar a classificação antes de deixar seu filho assistir/ler algum anime/mangá, você pode ter surpresas chocantes..kkkk

Além da divisão por tema (romance, comédia, drama, etc) que conhecemos, no Japão é comum fazerem a classificação por faixa demográfica: 

Kodomo: Gênero de anime infantil. Ex: Pokemon, Beyblade, Dinossauro Rei. 
Shoujo: Gênero de anime romantico, dedicado às meninas. Ex: Kaichou wa maid-sama, Kimi ni todoke, Toradora. 
Shounen: Gênero de anime, geralmente, de luta, dedicado aos meninos. Ex: One Piece, Bleach, Naruto. 
Josei: Gênero de anime dedicado à mulheres acima de 20 anos, podendo conter violência ou sexo. Ex: Gokusen, Nodame Cantabile. 
Seinen: Gênero de anime  dedicado à homens acima de 20 anos, podendo conter violência ou sexo. Ex: Death note, Gantz.

Eles também possuem alguns gêneros particulares, toda nova temporada de lançamento de animes geralmente tem pelo menos um dentro de uma dessas categorias (Infelizmente no caso de Yaoi é mais raro): 

Mecha: Gênero de anime em que um dos personagens principais são robôs ou ficam dentro do robô e lutam, ou controlam com controle remoto, ou algo do gênero. Ex: Evangelion, Full Metal Panic! 
Gore: Animes Gore contém muito sangue e violência, a maioria possuem classificação indicativa de 18+. A história normalmente é sombria e os fatos se desenvolvem sempre com sangue no meio. 
Mahou Shoujo: Gênero de anime com o mesmo sentido de shoujo, porém, com um tipo de personagem feminina jovem com poderes mágicos. Ex:  Sailor Moon , Cardcaptor Sakura, Meninas Super Poderosas Geração Z. 
Kemono: Animes para crianças, historinhas infantis.
Harém: Gênero de anime que apresenta um personagem masculino ou feminino, que vive rodeado por várias personagens do sexo oposto. Ex: Sora No Otoshimono, Love Hina, Rosario + Vampire. 
Boy's love: É um gênero que apresenta conteúdo homossexual, voltado mais para o público feminino, aqui no ocidente conhecemos mais por seus subgêneros Yaoi e Shounen-ai, suas diferenças estão no grau de exposição, em quanto o yaoi contém cenas de sexo, podendo ser explicito ou não. O Shounen-ai é  é muito leve, e focado no relacionamento romântico, raramente tendo sexo, as vezes nem beijo tem. 
Bara: Diferente do Yaoi e Shounen-ai que é voltado mais para o publico feminino, tendo mais romance e floreio, o Bara é voltado para o público masculino homossexual, de forma que tem um traço mais "rústico e másculo", e geralmente é bem picante e explicito. Não li muitos, mas gostei de "Hamu and the Boy Who Cried Wolf ". 
Yuri: Gênero de anime que apresenta  relações românticas entre mulheres. 
Shoujo-ai: São quase yuri, mas conta muitas outras histórias, e é muito mais leve. 
Ecchi: Gênero de anime  que apresentem a sensualidade como principal tema, porém que não exibe em nenhum momento sexo. (Isso é irônico porque no Japonês ecchi significa sexo.) 
Nekketsu: tipo de mangá em que as cenas de ação, onde os personagens defendem os valores da amizade e do treinamento. Exemplos: Dragon Ball, Hokuto no Ken, One Piece, Bleach, Naruto, Saint Seiya. 
Spokon : mangá esportivo. O termo vem de contração da palavra inglesa “sport” com a japonesa “konjō” que significa “coragem”. Exemplos: Inazuma Eleven, Eyeshield 21, Captain Tsubasa 
Gekiga : mangás adulto e temas dramáticos Exemplos: Lobo Solitário, Crying Freeman, A Lenda de Kamui.

Lembra que eu disse que tem que tomar cuidado com os animes que deixa seus filhos verem?? 

Hentai:  Gênero de anime que apresenta pornografia explícita. (mais irônico ainda, porque Hentai é uma palavra comum que significa pervertido.) 
Lolicon: Gêneros de anime que retratam meninas menores de idade (de 6 a 14 anos) em situações sexuais ou de nudez.

Atualização (09/03/17): 
Smut: Romances com cenas de sexo, normalmente voltado para garotas. São mais leves e delicadas, sem nada muito explicito geralmente.
Futanari: Este subgênero do Hentai a personagens femininas (ou representadas como mulheres), que possuem órgãos genitais masculinos, podendo ser uma trans ou uma hermafrodita.
Shotacon: Animes/mangás/jogos que possuem cenas de sexo com um homem mais velho (ou, em casos raros, uma mulher mais velha) e uma criança do sexo masculino. O garotinho deve ter traços físicos infantis, mas não necessariamente a mente de uma criança. É que nem o Lolicon, mas com meninos. (No Japão contanto que isso seja apenas no universo 2D, não é considerado pedofilia)
-------------
 
No universo fujoshi ainda nos deparamos com dois termos muito conhecidos, ambos originados das artes marciais, mas usadas com contexto sexual faz séculos e não carregam nenhuma conotação pejorativa.

Seme: Derivado do verbo japonês semeru (Atacar) Seria o personagem que na relação homossexual representa a posição de Ativo, O seme é geralmente descrito na cultura anime e mangá com o estereótipo de um homem fisicamente forte, decidido e/ou protetor. Apesar de ser o mais comum, as vezes isso foge da regra, como em "Yondaime ooyamato tatsuyuki" e "Bousou Kareshi". Em Yuri essa papel se chama Tachi.



Uke: Derivado do verbo ukeru (Receber) Seria o personagem que na relação homossexual representa a posição de Passivo. Usualmente é mais baixo, delicado, tem características mais novas e/ou infantis com olhos grandes. Ele é geralmente menos experiente em romance ou sexo. Da mesma forma que comentei no caso do seme isso não é uma regra, como no caso de "Adult teacher wa osuki". Em Yuri essa papel se chama Neko, que é uma gíria gay para passivo, então em alguns mangás yaoi pode aparecer esse termo ao em vez de uke.


Ainda existe o Seke, que é muito mais difícil de encontrar,  a definição de seke se aplica a personagens que trocam de posição conforme a vontade do casal, ou aqueles que podem ser semes ou ukes dependendo do parceiro com quem estão. Até agora só vi isso em fanfic, como "Dar-se uma chance". (Se conhecerem mangás assim que indiquem!!)

Me lembrei agora de outra palavra muito comum no circulo fujoshi: Shipp, que é motivo de muita gozação das pessoas em relação as fujoshi, shippar é você torcer pela união de um determinado casal. O "problema" de nós fujoshi é Shippar casais que não existem (Oficialmente), por exemplo Naruto e Sasuke, Kuroko e Kagami, etc. A questão é que muitos autores criam Fanservice propositalmente para chamar nossa audiência, fanservice é a inserção de elementos supérfluos à história principal, mas incluídos para divertir, entreter ou atrair a audiência. Muitas vezes incluem situações de forte conotação sexual ou erótica. Foi o caso de Yuri on Ice por exemplo, que não é um yaoi, mas para nós o relacionamento dos casais estão lá (nas entrelinhas), no caso especifico de Yuri on Ice eles colocaram com muita força de forma que até quem não é fujoshi entendeu. As vezes esse shipp é Canon, canon quer dizer algo que vem da história original de uma obra de ficção e não de um trabalho derivado do original. Ou seja veio da cabeça do autor, é um fato, mas por qualquer motivo ele não pode assumir essa realidade para a mídia. 


Para quem quer acompanhar animes e mangás aqui no Brasil, já deve ter percebido a escassez de material, não é? Apesar de existir editoras nacionais que publicam mangás traduzidos como a JBC, NewPOP e Panini, o número é ínfimo se comparado aos lançamentos no Japão (No caso de yaoi é ainda pior). Com os animes a situação é tão ruim quanto, poucas emissoras passam e quando passam são reprises das reprises dos mesmo. E quando há o lançamento dos DVD's por aqui são com preços absurdos! Apesar que a Netflix até comprou os direitos de alguns animes, mas ainda são poucos. Outra opção de forma legal é o Crunchyroll, mas também não são todos os animes que aparecem por lá. O que acaba meio que nos "obrigando" a procurar outros meios para ter acesso, essa é a principal justificativa para o surgimento dos diversos grupos de scanlation e Fansub.

Scanlation: uma contração de scan (escaneamento) e translation (tradução), é o processo de escaneamento, tradução, edição e distribuição de histórias em quadrinhos de língua estrangeira para a língua do distribuidor. Esse também é o termo usado para descrever os grupos de fãs que realizam essa distribuição gratuitamente para outros fãs.


Fansub: é uma palavra de origem inglesa, formada da contração de fan (fã) com subtitled (legendado), ou seja, legendado por fãs. Indica um grupo de fãs que colocam legendas em filmes ou série de TV de outra língua, sem autorizações dos criadores das obras.

O que acharam? Esquece de algum termo? Coloquem aí nos comentários que eu atualizo!!

Fontes: Skdesu, Wikipédia, Significados, diariodasotakus,

29 comentários:

  1. Olá, descobri esse blog maravilhoso faz pouco tempo. Achei quando fui procurar 19 Days pra ler online em português e agr já estou lendo td que é Comic's que vejo pela frente, re re re. Mas, pulando essa auto-introdução; Tava lendo aqui e vi que postaram uma nova matéria e lembrei que uma vez li em um site uma definição da palavra ''Yaoi'' que me deixou um tanto confusa. Agora achei ela na Wikipédia (não tinha antes). Enfim, dá uma bizoiada ae :
    ''As letras em inglês formam o acrônimo da frase 「ヤマなし、オチなし、意味なし」 (yama nashi, ochi nashi, imi nashi), que é traduzido para o português como "Sem clímax, sem resolução, sem significado", ou como a frase de efeito "Sem pico, sem ponto, sem problema.", apesar do termo não ser usado dessa maneira. O termo parece ter sido originalmente usado no Japão por acaso por volta de 1970 para descrever dōjinshis que continham uma paródia bizarra e brincalhona. Apesar disso, o termo acabou por se tornar referente apenas ao material de relações homossexuais explícitas entre dois homens. Yaoi não é um termo comum na cultura japonesa; é específica para a subcultura otaku.''
    Pelo que entendi, era essa coisa de ''sem nexo, sem clímax'' para designar essas paródias que faziam, mas quem sabe um dia alguém resolveu fazer uma paródia que tinha um conteúdo homossexual e acabaram usando o termo ''Yaoi'' pra tudo que era doushinji gay e tals (imagino eu né, enfim)
    desculpe pelo comentário longo! Beijinhos de trevas

    ResponderExcluir
  2. Muito legal esse post, bem diversificado. Quando abri pensei que veria o mesmo de sempre sobre yaoi e não um glossário sobre animes e mangás também, fiquei bem surpresa e imagino como foi difícil organizar tudo isso, mesmo que seja coisas muito divulgadas hoje em dia, tem tantos gêneros e detalhes (esses dias mesmo finalmente fiquei sabendo a diferença de cada dere da vida kkk).
    Sobre faltar algum termo... Não faço ideia kkk. Boa parte já li tanto que simplesmente pulei (desculpa), menos a parte de mangá, não fazia ideia sobre tankohon e meio-tanko, muito obrigada /o/.
    To comentando (mesmo estando atrasada pra facul...) pelo motivo de você ter dito nunca ter visto Seke sem ser em fanfic. Isso partiu meu coração, já que é o casal que mais amo justamente por fugir do padrão. Um que vi ontem mesmo (e único que lembro nesse momento) é Q3 de hino Yuuhi. Infelizmente não lembro nenhum que tenha sido sequer traduzido pra inglês, se eu lembrar juro que venho te contar.

    ResponderExcluir
  3. Estou definitivamente apaixonada por esse post!
    Claro que a vivência nesse mundo me mostrou muito desses termos, já sabia vários, mas gostei muito, é muito bom pra quem tá entrando em um mundo Otaku ou Fujodanshi, e não tem nenhum amigo, no meu caso eu entrei no mundo Fujoshi da vida com um amigo Fudanshi pra me auxiliar e hj sou eu quem ensino pra ele algumas coisas (ou mostro), AMEI MUITO MESMO!!!!
    ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️
    Obrigadoooo, vai ajudar muita gente

    ResponderExcluir
  4. Lembro de quando aprendi oq era "uke" e "seme", nunca mais parei de usar!
    E esses dias descobri que quem é fã de Yuri chamam Yurika eu chei tão fofo!
    Esse é o tipo de coisa que a globo não mostra!! Brinks vlw ❤️

    ResponderExcluir
  5. Acompanho o blog faz uns meses, mas sou meio fantasma kkkkkkk
    Achei legal você ter colocado, ajuda bastante gente ^^ gosto desses posts informativos também, acho que os novatos também vão gostar

    ResponderExcluir
  6. Bgd por postar😘, tem coisa aí quem nem lembrava mais 😋 (Coruja)

    ResponderExcluir
  7. Nossa amei o sei Post 👏
    Ahh.. e eu me considero Otaku porque ele não tem gênero, então ele se refere tanto pra homem com pra mulher
    Obg Nathy san pelo Post, ficou incrivel ❤😊

    ResponderExcluir
  8. Otome é uma expressão de origem japonesa que significa literalmente "donzela" ou "moça virgem", "delicada", "senhorita" (menina educada e comportada). Em alguns casos, dependendo do contexto, a palavra otome também pode significar "princesa".
    Fonte: pesquisa Google

    Otaku é um termo sem gênero, ou seja,serve tanto para o sexo feminino e masculino!

    Otome também é bastante usado para relacionar a jogos voltado para meninas!

    P.S. Não quero corrigir ninguém, longe de mim, é só que passai um tempo usando esses termos de forma errada, agora que eu sei o significado eu gosto de compartilhar para ninguém mais cometer o mesmo erro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, pesquisa refeita, credito adicionado!!
      P.S: Ainda bem que você falou, se não teria ficado errado!

      Excluir
  9. Nathy me tira uma duvida já me chamaram de Fujoshit por gostar de Junjou e Super Lovers .
    Eu nao consegui achar um termo na internet .
    Pra mim era a mesmo significado de Fujoshi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu suponho que seja porque junjou e super lovers são considerados modinhas, por serem muito famosos e por isso a pessoa que te chamou disso quis depreciar o fato de você gostar deles. (Shit=merda) acho que foi essa a relação que a pessoa fez quando usou essa palavra (que eu nunca tinha visto também).

      Eu particularmente amo junjou romantica, ninguém vai me fazer deixar de gostar! Mas o leque de leituras deve ser amplo, tem muitos estilos e mangakas por aí que valem a pena ser lidos! Obrigado pelo comentário!!

      Excluir
    2. De nada !❤
      E obrigado por me responder.

      Excluir
  10. Amei as informações, brigadinha, pensa numa pessoa que é por fora desses termos: essa sou eu!

    A única coisa que eu sabia com certeza era yaoi e lemon, pq né kkkkk

    ResponderExcluir
  11. Nussss adorei esse post \o/
    Já sabia da maioria desses termos, afinal já são 10 anos vivendo nesse "vicio" anime, manga e talz rsrsrs esse tipo de informação é muito bom pra quem tá entrando nesse mundo Otaku, BL ❤️❤️ e vamo combinar temos que viciar mais pessoas nesse mundo tão apaixonável 😂
    Thanks Nathy \o/

    ResponderExcluir
  12. Pensei que ia ser o mesmo "yaoi, shounen-ai e lemon" de sempre, mas tinha muito mais coisa que eu não sabia! Obrigado!

    ResponderExcluir
  13. Nossa Eu realmente amei as informações e explicação mas confesso que fiquei um pouco confusa e muita coisa pra assimilar mas isso com o tempo a gente vê eu sou muito nova nesse mundo mangá é yaoi mas eu fico muito animada pra sempre saber mas sobre esse assunto e você nat-chan ajudou bastante arigato por me esclarece várias coisas que eu não sabia mas queria saber esse agora eu sei😁😁😁😁😁valeu mesmooooo😙😙😙😙😙😙

    ResponderExcluir
  14. Muito legal este post.
    Se eu tivesse encontrado-o no início dá minha vida Otaku, não teria ficado tão perdida '-'
    Obrigada pelas preciosas informações!~❤

    ResponderExcluir
  15. Cara, amei esse post, ja sou otaku *sou menina mas prefiro esse termo* a um tempo posso colocar 2 a 3 anos, fujoshi a mais ou menos 1 ano e meio talvez... **sou péssima com datas** mas ainda sim vi alguns termos que não conhecia, outros que ja li mas não sabia o que era...
    Muito bom, obrigada por se dedicar tanto!!! 😊😍💖

    ResponderExcluir
  16. muito bom a gente tirar muitas dúvidas....obrigada maninas.

    ResponderExcluir
  17. Acho esse negócio de uke e seme uma merda. Não existe isso na vida real. Então pra que existir no universo yaoi? Flex é bem melhor. Quem dava agora come e quem comia agora tbm dá. Simples.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk...para ser sincera nunca conversei com um gay especificamente sobre isso, e acho que esses nomes surgiram justamente pelos héteros só imaginarem a coisa pelo seu anglo (mulher-passivo X homem-ativo) e associarem ao relacionamento homo. Com o tempo, as coisas começam a evoluir e quebrar os preconceitos. Valeu pelo comentário!

      Excluir
  18. Oi Nathy!
    Super legal esse seu glossario.. lembro que quando entrei nesse mundo não era tão fácil assim achar os significados das coisas ficava super perdida kkkk
    Valeu pelas definições!

    ResponderExcluir
  19. muito bom o post

    ResponderExcluir
  20. Ahhhh obrigada por essa explicação de tanta coisa eu já sabia a maioria dai mas não lembrava e isso me fez relembrar! Algumas agora já sei oq significam! Maravilhoso muito obrigada por nos explicar

    ResponderExcluir
  21. Obrigado pelas explicações !! Eu gostei bastante , eu já sabia de alguns mas tinham outros do qual eu n sabia( ou n entendia direito ),me ajudou bastante !! ♡♡

    ResponderExcluir
  22. Obrigada por explicar❣️ Eu n sabia que tinha tanta coisa (só sabia o básico mesmo)🙀

    ResponderExcluir
  23. 👏👏👏👏👏👏👏👏👏sem comentários meninas, mas explicado que isso não tem ...valeu🙌👍👍👍👍

    ResponderExcluir

MUITO OBRIGADA POR COMENTAR, PEÇO QUE NÃO DEIXE SPOILERS NEM LINKS NAS POSTAGENS. BEIJOS E VALEU POR GASTAR MINUTOS DOS SEUS DEDINHOS.